Notícias

CNC prevê abertura de apenas 5,2 mil novas lojas este ano


Varejo abriu somente 2,2 mil lojas no primeiro semestre de 2018, e incerteza quanto ao cenário político é um dos principais fatores inibidores de investimentos. O saldo entre aberturas e fechamentos de estabelecimentos comerciais com vínculo empregatício voltou a crescer entre janeiro e junho deste ano, com um incremento de 2.252 pontos de venda, mostra estudo da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Apesar de o resultado registrar o segundo semestre consecutivo de aumento e ser o maior saldo semestral desde a segunda metade de 2013 (+16,7 mil lojas), o tímido avanço expôs a perda de fôlego da economia e as incertezas quanto à materialização de investimentos por parte do setor.

Leia mais...

Mais de 51% dos paraibanos desejam presentear no Dia dos Pais

Comemorado em 12 de agosto neste ano, o Dia dos Pais deve movimentar o comércio paraibano com as compras dos presentes, já que 51,55% dos filhos mostraram o desejo de presentear os pais. Os dados são da Pesquisa de Intenção de Compras para o Dia dos Pais realizada pelo Instituto Fecomércio de Pesquisas Econômicas e Sociais da Paraíba na Região Metropolitana de João Pessoa (RMJP).

Leia mais...

Fecomércio, Sesc e Senac participam da Multifeira Brasil Mostra Brasil 2018

Conhecida como a maior multifeira do Norte e Nordeste, a Brasil Mostra Brasil reúne diversos expositores oferecendo serviços, artesanato, confecção e muito mais. O Sesc e o Senac também participam do evento divulgando a programação de cursos profissionalizantes do Senac e os serviços oferecidos pelo Sesc – uma instituição que atua nas áreas de Educação, Saúde, Cultura, Lazer e Assistência.

Leia mais...

Intenção de consumo atinge 85 pontos em julho

A Intenção de Consumo das Famílias (ICF), apurada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), alcançou 85,1 pontos em julho de 2018, registrando queda de 1,8% em relação ao mês passado. Já na comparação anual, houve alta de 10,2%. Com os resultados de julho, a insatisfação quanto ao nível de consumo acumula 42 meses, sem grandes perspectivas se a economia não voltar a crescer de forma sustentada.

Leia mais...