Veículos e materiais de construção puxam alta no comércio, diz Serasa

A atividade do comércio registrou crescimento de 1,2% em maio na comparação com abril, com ajuste sazonal, segundo a Serasa. Entre os itens que puxaram a alta estão veículos e materiais de construção.


Na variação anual, a atividade de maio cresceu 11% em relação a maio de 2010. Em abril deste ano, a alta do movimento no comércio havia sido de 2,6% em relação a março e de 10,9% contra abril de 2010.


No acumulado dos primeiros cinco meses deste ano, o movimento dos consumidores no varejo foi 9,5% superior ao verificado no período de janeiro a maio de 2010.


De acordo com a Serasa, a alta de maio foi puxada pela expansão de 2,6% no segmento de veículos, motos e peças; e de 2,0% no de material de construção. O movimento no comércio de móveis, eletroeletrônicos e informática, combustíveis e lubrificantes, e tecidos, vestuário, calçados e acessórios teve crescimento de cerca de 1,0% em maio.


O segmento de supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas registrou recuo de 3,2% no movimento em maio deste ano em relação a abril. Segundo a Serasa, o recuo pode ser explicado pela expansão de um mês antes, provocada pela Páscoa.


De acordo com os economistas da Serasa, apesar da moderação da expansão do varejo verificada em maio, "este ritmo é bastante robusto, revelando que as medidas de fiscais e monetárias de combate à inflação até agora adotadas pelo governo têm produzido efeitos ainda muito limitados no que se refere à contenção do consumo privado". Por isso, a Serasa informa ainda que espera novas medidas adicionais nesta direção.

 

Fonte: UOL