Quase 80% dos paraibanos vão presentear neste Dia das Mães

mae

O Dia das Mães se aproxima e a vontade de presentear também. No levantamento feito pelo Instituto Fecomércio de Pesquisas Econômicas e Sociais da Paraíba (IFEP), 79,81% dos consumidores da Região Metropolitana de João Pessoa (RMJP) afirmaram a intenção de presentear as mães este ano. A data é a segunda mais significativa para o comércio, ficando atrás apenas para o Natal.

A intenção de compras deste ano apresentou um aumento de 0,81% em relação à mesma data de 2010, quando o resultado foi de 79%. “Uma boa parte do otimismo dos consumidores é decorrente de fatores como inflação sob controle, recuperação da renda do trabalhador, aumento no nível de emprego com carteira assinada e a obtenção de crédito para pessoa física”, afirmou o Presidente da Fecomércio Paraíba, Marconi Medeiros.

Na pesquisa, o vestuário (33,13%) foi o presente mais citado, seguido de perfumes e cosméticos (19,88%). Os eletrodomésticos e eletroeletrônicos apareceram na terceira posição (17,17%), em seguida vieram os calçados (6,93%), jóias e bijuterias (4,52%), flores (3,31%) e bolsas (3,01%). Além desses, vários outros mimos foram citados: jantar e almoço familiar, chocolate e viagens. Entre os eletrodomésticos e eletroeletrônicos, o celular é preferido por 12,28% dos entrevistados. Em seguida vem geladeira e microondas (cada um com 10,53%), máquina de lavar (8,77%),  televisor (8,77%) e liquidificador (3,51%).

Mesmo com tantas opções no comércio, as demonstrações de carinho são os melhores presentes para 20,67% das mães entrevistadas. Outra parte delas (20%) afirmaram que gostariam de ganhar eletrodomésticos e eletroeletrônicos, com destaque para a linha branca (geladeira, fogão, máquina de lavar). Vestuário aparece com 18,67% da preferência, seguido por reunião familiar (10,67%) e perfumes (8%).

O valor médio de pretensão de gastos com presente foi de R$219,49. Esse resultado representa uma elevação de 11% em relação ao gasto médio em comparação com o ano passado. Porém, em 2011, a maior parte dos presentes deverão ser comprados com valores entre R$51,00 e R$100,00. Quanto à forma de pagamento, a maior parte (53,33%) opta por pagar à vista. Esta escolha está relacionada ao desconto que for oferecido pelo lojista. Entre os que irão realizar as compras a prazo, 81,61% irão utilizar o cartão de crédito.

Na hora da compra, a qualidade do produto, citado por 92,42%, e o preço (58,79%) serão os principais fatores levados em consideração. Já em relação aos local em que os presentes serão comprados, os consumidores com as menores rendas realizarão as compras nas lojas do comércio tradicional. Por outro lado, os shoppings foram apontados por pessoas de todas as faixas de renda, com destaque para os que ganham entre R$5.451,00 a R$8.175,00 (66,67%). A intenção de compras pela Internet também foi citada em quase todos os níveis de renda.

O levantamento mostrou, ainda, que as perspectivas para o faturamento real do varejo na RMJP são boas, a estimativa é que supere o de 2010 em torno de 4,5% a 6%. E a Fecomércio alerta que as compras de última hora podem levar o consumidor a comprar mais caro.

 

Metodologia

A pesquisa entrevistou 416 consumidores no período de 14 de março e 1º de abril, sendo 59,86% do sexo feminino. A faixa etária mais encontrada foi entre 26 e 36 anos (32,93%) e a maioria dos entrevistados (50,48%) são casados. Quanto à escolaridade, os que cursaram o Ensino Médio completo apareceram com o maior percentual, 51,44%. E a faixa de renda da maior parte dos entrevistados (34,86%) varia de um a dois salários mínimos.