Sistema Comércio apoia Semana do Brasil

Para aquecer a economia e movimentar o comércio em um mês historicamente fraco, o governo federal lançou oficialmente a Semana do Brasil, no período de 6 a 15 de setembro, com promoções especiais, descontos exclusivos, produtos e serviços temáticos.

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) apoia a iniciativa, sugerindo aos empresários que participem da campanha, cadastrando-se no site e realizando a ambientação dos espaços físicos e virtuais.

Em anúncio durante a Latam Retrail Show, o secretário especial da Comunicação do Palácio do Planalto, Fabio Wajngarten, afirmou que o objetivo é engajar o maior número de setores, associações e empresas, na oferta de produtos e serviços com descontos “para que este ano seja apenas o começo de uma nova data comercial para o varejo”.

Segundo o presidente do Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV), Marcelo Silva, setembro é um mês de baixo apelo promocional, mas importante por ser um termômetro de confiança que antecede o último trimestre de cada ano. A inspiração veio do que já ocorre no varejo norte-americano, que costuma realizar promoções em feriados nacionais históricos.

“Queremos criar um evento para aquecer a economia, juntamente com o resgate do patriotismo, como acontece em outros países. A Semana terá oportunidades para quem produz e para quem consome”, afirmou.

Turismo – A mobilização se estende ao setor hoteleiro, com promoções que vão estimular o turismo interno, usando a isenção de visto concedida a quatro países — Austrália, Canadá, Estados Unidos e Japão – para promover os destinos brasileiros. A Embratur e o Ministério do Turismo estão juntos na campanha.